Como é difícil não alimentar preconceitos com o jornalismo científico de alguns portais.

Um estudo na Universidade da Califórnia (a quem estiver se sentindo aventureiro, este é o artigo original) sinaliza a necessidade de investigação de dados que sugerem a possível existência de uma quinta interação fundamental de curtíssimo alcance, que não estaria contida atualmente no modelo padrão, e que poderia auxiliar na compreensão da matéria escura.

Os próprios pesquisadores, sabendo como funciona a pesquisa científica (e provavelmente temendo também como os portais de notícias tratariam seus resultados) enfatizam mil vezes que isso precisa ser replicado e que inclusive pode ser um problema na coleta de dados – como já ocorreu inúmeras vezes, por exemplo no caso dos neutrinos que supostamente teriam viajado mais rápido que a luz, que até hoje é uma desinformação amplamente difundida. Foi descoberto pouco tempo depois que os resultados eram fruto de um erro nos dados. Tempos depois, ainda temos mais e mais estudos mostrando que neutrinos não viajam acima da velocidade da luz.

Mas, na oportunidade de conseguir o furo ou bombar na internet, os portais de notícia já tinham feito a festa. Depois que as correções saíram – correções essas que são parte essencial da construção do conhecimento científico -, a empolgação pra noticiá-las não é a mesma. Destacar estudos que provam que a ciência NÃO estava errada não é uma prioridade.

Resultado da brincadeira: até hoje temos que aguentar negacionistas atacando “a ciência” com os tais neutrinos que “provam que Einstein estava errado”.

tinfoil-hat-guy
“A RELATIVIDADE É UMA MENTIRA! E A TERRA É PLANA!”

Voltemos ao estudo sobre a possível quinta interação fundamental.

Dedos cruzados: se os próximos estudos chegarem a conclusões parecidas, isso é excelente. É uma descoberta científica que pode ampliar nossa compreensão do universo. Maaaaas… ela não invalida as teorias que já temos, bem construídas, fundamentadas e evidenciadas; pelo contrário, complementam as mesmas.

Ainda assim, já começaram a surgir as manchetes de que cientistas descobriram uma nova força misteriosa da natureza que vai revolucionar a ciência. Em breve começam os adorados “Einstein estava errado”, “a quinta força da natureza que deixou os cientistas chocados” e outras variações imbecis montadas pra chamar compartilhamentos – sim, já foi o tempo em que o alvo eram cliques, já que hoje quase ninguém mais lê as notícias, só as manchetes.

tumblr_m4fne7giiz1r1fhpso1_1280
(tira original de www.smbc-comics.com)

Enfim, aguardemos os resultados dos próximos estudos relacionados a este. Talvez a quinta força fundamental nos ajude a compreender porque alguns jornalistas acham que ciência precisa ser distorcida pra render uma manchete interessante.

 


Sobre jornalismo científico, falei também neste vídeo:

Se quiser compreender as quatro forças fundamentais, expliquei neste vídeo:

 


Fonte da imagem em destaque – http://www.amambainoticias.com.br/media/images/1356/17740/tmp/wmX-480x280x4-4efdcbad8f320bbc7972ed14676281bb5feb3dc952312.jpg

Anúncios

3 comentários sobre “Quinta força da natureza: o sensacionalismo ataca novamente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s